Indústria 4.0

Atualmente, estamos vivendo a quarta revolução industrial, que corresponde a indústria 4.0. Essa revolução foi formalizada com a estratégia industrial na Alemanha. Foi lá onde se difundiu esse conceito, sendo apresentado pela primeira vez esse termo em 2011. Desde então, as industrias vem criando formas de se adequar e investindo para estabelecer normas e se encaixar no conjunto de características da Industrias 4.0

Algumas coisas já são consenso, como por exemplo, o uso de Big Data e da Inteligência Artificial nas operações industriais, a automatização em níveis jamais vistos, dando origem aos chamados sistemas de produção cyber-físicos. Impressão 3D, Internet das Coisas e virtualização de operações também são tecnologias em franco processo de pesquisa e implantação prática.

Lean Manufacturing

Lean manufacturing, ou  Manufatura Enxuta, é também conhecida por Sistema Toyota ou Toyotismo. Ela é uma filosofia de gestão, e não uma revolução industrial. Isso significa que, como filosofia de gestão, a Lean Manufacturing não se aplica a apenas um contexto específico. Empresas com diferentes níveis de automação e com características de fases industriais distintas podem usar esse modelo.

É importante ressaltarmos que o Sistema Toyota vem desde a década de 80 como um modelo de administração que se disseminou pela economia. Seus métodos e ideias irradiaram do Japão para o mundo. Hoje fazem parte até mesmo de modelos de gestão pessoal de tempo e tarefas. Sendo assim um conjunto de ideias que extrapola o mundo industrial, apesar de ser essa sua verdadeira base.

Objetos de atenção

Em resumo, a Manufatura Enxuta foca em reduzir os excessos e tornar o processo produtivo mais ágil, com menos resíduos e mais flexível. São sete desperdícios formalmente definidos como objetos de atenção:

  • Super-produção;
  • Tempo de espera;
  • Transporte;
  • Excesso de processamento;
  • Excesso de inventário,
  • Excesso de movimentos ou manobras no chão de fábrica;
  • Número de defeitos.

 

Ao focar na eliminação desses desperdícios, o Sistema Toyota prega que a qualidade da produção aumenta e os custos tendem a diminuir. Alguns conceitos que ficaram famosos são o de Kanban e Kaízen. O primeiro é um método visual para acompanhamento de processos e tarefas. O segundo constitui um processo contínuo de análise e implementação de melhorias.

A título de curiosidade, o termo Lean Manufacturing foi popularizado pelo livro: “ A mentalidade enxuta nas empresas Lean Thinking: Elimine o desperdício e crie Riqueza”, de James P. Womack e Daniel T. Jone. O principal nome da Toyota responsável pelo sistema Lean foi o executivo Taiichi Ohno.

 

Indústria 4.0 e Lean Manufacturing amigos ou inimigos?

Para saber um pouco mais conheça alguns marcos da revolução industrial

  • 1º Revolução Industrial: Primeiras máquinas à vapor e hidráulicas. Primórdios da automação mecânica.
  • 2º Revolução Industrial: Introdução da energia elétrica, do motor de indução e da linha de montagem. Início da era do Petróleo.
  • 3º Revolução Industrial: Introdução da eletrônica e dos processos computadorizados. Automação atinge novo patamar graças à robótica.
  • 4º Revolução Industrial: A chamada Indústria 4.0, baseada na introdução das fábricas inteligentes, sistemas intensos em inteligência artificial, Big Data, conectividade e automação.

 

 

Agora que sabemos o que são e contexto história da Indústria 4.0 e do sistema Lean, podemos responder à nossa pergunta inicial.

Amigos ou concorrentes?

Amigos, com certeza! A filosofia Lean e suas ideias de eliminar desperdícios, aumentar a produtividade por meio de processos ágeis e flexíveis e implementar melhorias contínuas, cai como uma luva na Indústria 4.0.

É importante entendermos que são coisas diferentes. A Indústria 4.0 é uma nova etapa histórica da revolução industrial que está em curso. A Manufatura Enxuta é uma técnica de gestão, que pode ser aplicada ou não, independente de ser uma fábrica inteligente ou uma linha de montagem tradicional da 3º revolução industrial.

Como a Indústria 4.0 compreende também os conceitos de sustentabilidade, eficiência e melhoria contínua da produtividade e qualidade, é provável que o Sistema Lean Manufacturing se torne ainda mais importante.

Os dois conceitos são complementares, e embora algumas mudanças ocorram em relação a como usar as ferramentas do Lean e adaptações sejam feitas, a Indústria 4.0 vai dar um grande impulso à Manufatura Enxuta.

 

Algumas informações retiradas de: http://fersiltec.com.br

 

 

 

 

 

 

 

×
Olá! Como podemos te ajudar?